Google+

Planilha de Controle de Estudos – Enem, Vestibular, Concursos

Uma boa maneira de manter o controle sobre o que está sendo estudado, seja para um concurso público, seja para o Enem, provas que demandam muita atenção, é montar uma planilha de controle, onde você poderá saber o que já foi estudado, o que deve ser revisado e o que precisa ainda ser estudado, além de lhe mostrar todas as matérias, ficando mais fácil perceber quais aquelas que você precisa revisar com mais cuidado.

Com o Excel você pode montar uma tabela prática e fácil de ser manipulada, onde poderá manter o controle sobre o que está estudando. Para que saiba melhor todo o seu funcionamento, vamos apresentar um tutorial de montagem, ficando assim mais fácil você entender e modificar o que precisa, servindo a tabela não só para o Enem, como a montamos, mas também para ser adaptada a qualquer outro tipo de exame que você queira prestar.

Vamos mostrar como montamos a planilha e no final do artigo deixaremos o link para download da mesma.

Montando as tabelas

Dando início à montagem da planilha, vamos ver os prazos que temos, quando serão as provas e os dias disponíveis para estudo. Acompanhe na figura abaixo:

01 Estudos

Crie as tabelas como mostrado na figura e insira as informações que você precisa para manter o tempo de estudos. Nos espaços em branco, vamos criar fórmulas para um melhor acompanhamento.

Primeira fórmula: quanto temos de tempo total para os estudos. Supondo que você terá a prova em 24/10/2015 e começará os seus estudos em 01/06/2015, você só precisa da seguinte fórmula:

02 Estudos

Mas não temos o total de dias para estudos. Precisamos também de descanso e, para isso, vamos criar uma nova fórmula:

03 Estudos

Aqui estamos excluindo os sábados, com a fórmula DIATRABALHOTOTAL, e também os feriados do período. Os feriados você deverá ter numa tabela à parte, como mostra a próxima figura:

04 Estudos

Esses dias de feriado são opcionais. Se você pretende estudar durante esse período, é só eliminar essa tabela e excluir da fórmula DIATRABALHOTOTAL os últimos parâmetros.

Veja, então, que você tem apenas 101 dias para estudar todas as matérias. Esse tempo, se você souber aproveitar, será mais que suficiente para passar e repassar tudo o que precisa para se dar bem no resultado final.

Vamos então completar essa tabela:

05 Estudos

As fórmulas completadas na figura acima são simples: na célula B8 você insere o número de horas que pretende estudar por dia. Se tem 101 dias para estudar, basta multiplicar na célula B9 (=B8*B7) para ter o total de horas que terá para estudos. Para saber o total de semanas de estudo, basta dividir o total de dias que faltam pelo número de dias da semana (=B6/7).

Para saber a quantidade de sábados que você terá para revisão, crie a fórmula: =B6-B7-CONT.NÚM(B16:B19), onde B6 e B7 é a subtração dos dias totais pelos dias úteis e a contagem é dos feriados existentes no período. Assim, podemos saber quantas horas você terá para revisão, ou seja, o número de sábados vezes as horas diárias de estudo (=B10*B8), na célula B12.

Com essas duas tabelas prontas, vamos à segunda parte: saber como dividir as horas de estudo segundo a classificação que você mesmo irá criar.

Verificando necessidade de aprendizado

Veja a próxima tabela e como poderá utilizá-la:

06 Estudos

Funcionando de maneira prática e simples, você poderá definir sua própria necessidade de aprendizado em cada matéria, com a indicação de sua dificuldade para entender o assunto (colunas F – Fácil; G – Médio e H – Difícil). As marcações que você fizer em cada uma delas irão gerar um peso, na coluna I, utilizando para isso uma fórmula: =SE(F3=”X”;1;SE(G3=”X”;2;SE(H3=”X”;3;” “))), aplicando os pesos entre 1 e 3 para cada classificação que você fizer.

O cálculo de horas que você terá em cada uma dessas matérias, segundo o peso classificado, será dado nas colunas J e K, considerando ali a proporção de tempo total de estudos disponível e o tempo semanal que deverá dedicar a cada matéria:

07 Estudos

Para conseguir essa proporção, crie a fórmula =$B$9/$I$14*I3, onde B9 é o total de horas disponível e I14 é o peso total das matérias que você classificou, multiplicando esses valores pelo peso de sua classificação. Observe que as células B9 e I14 estão travadas, ou seja, aplicamos sobre elas o F4 para que permaneçam iguais enquanto se copia a fórmula para as outras linhas.

Para calcular as horas semanais, também é bastante simples:

08 Estudos

Você só precisa dividir o total de horas da matéria pelas semanas disponíveis para estudos (=J3/$B$10), mantendo a célula B10 travada para poder copiar para as linhas abaixo.

Perceba que, nos resultados, você terá números decimais, que poderão ou não ser utilizados para seus estudos. O conveniente, no entanto, é que faça a aproximação para horas inteiras, chegando ao número de 40 horas semanais para poder fazer a correta distribuição das matérias durante a semana.

Planilha de calendário de estudos

Vamos passar agora à segunda planilha, onde você irá criar o calendário semanal de estudos. Esta tabela não contém qualquer fórmula, bastando que você siga o calendário desde o dia em que começar a estudar até o final dos estudos, considerando as horas e os dias da semana, como pode ver na figura abaixo:

09 Estudos

Essa distribuição é por sua conta, devendo apenas manter a proporcionalidade apresentada na distribuição das horas de estudo semanais, para não se perder entre as matérias.

Se desejar, poderá fazer até uma planilha mais simples, apenas com a semana de estudos, se não precisar variar as matérias.

Planilha das matérias

Nesta planilha você deverá inserir todas as matérias que serão estudadas, dividindo-as pelos tópicos exigidos em cada uma e inserindo as colunas A, B e C para a situação em que está a matéria: A ESTUDAR, ESTUDADO e REVISADO, mantendo assim o controle automático sobre os assuntos que estiver estudando.

10 Estudos

Observe que temos na coluna A ESTUDAR todos os tópicos marcados com X. À medida que você for estudando e revisando as matérias, deverá colocar o X na coluna ESTUDADO e REVISADO. A fórmula da coluna B (=SE(B4=”X”;” “;”X”)) irá apagar automaticamente o X da coluna A ESTUDAR, servindo essas informações para um resumo do controle das matérias, como você poderá ver na tabela seguinte, criada na primeira planilha que vimos. A coluna REVISANDO não possui nenhuma fórmula, mas será também contabilizada para o seu resumo.

Atenção para um pequeno detalhe: a planilha de RESUMO irá precisar de dados precisos e, para isso, estamos deixando, após o último tópico de cada matéria, uma linha em branco, por onde você poderá inserir novas linhas, caso utilize a planilha para outra programação de estudos.

Resumo das matérias

Esta nova tabela, com o resumo das matérias, será inserida juntamente com a primeira planilha, onde você já tem os cálculos de dias e horas, além da distribuição de estudos:

11 Estudos

Observe que temos todas as matérias, além das colunas para manter um controle geral sobre os estudos. Na coluna F, TÓPICOS, iremos criar uma fórmula que buscará a quantidade de tópicos da tabela anterior: =CONT.VALORES(Matérias!D4:D7). Para cada matéria você irá criar a fórmula, ou mudar os números de cada célula, para que busquem na planilha de MATÉRIAS a quantidade exata de tópicos. Aqui está o motivo da linha em branco sob os últimos tópicos: quando você insere linhas naquela planilha, essa fórmula, que não está travada, é automaticamente alterada, mantendo os valores corretos.

Na coluna TÓPICOS você irá buscar as informações das colunas D da planilha, onde estão os tópicos. Para as colunas ESTUDADO e REVISADO, irá criar o mesmo procedimento, buscando as informações dessas colunas na planilha de matérias.

Em seguida, irá fazer uma fórmula de subtração para as duas colunas, A ESTUDAR e A REVISAR:

12 Estudos

Para a coluna A ESTUDAR, basta subtrair a coluna ESTUDADO da coluna TÓPICOS e, para a coluna A REVISAR, a subtração é da coluna TÓPICOS com a coluna REVISADO.

Por último, vamos aos percentuais apresentados, mostrando finalmente o quanto você estudou de cada uma delas e quanto revisou em cada matéria, mantendo, para exemplo, as mesmas marcações feitas na planilha de matérias:

13 Estudos

Com uma fórmula simples, formatando a célula para receber o formato percentual, você irá saber quanto estudou de cada matéria, criando as fórmulas =G17/F17 e =H17/F17 nas colunas % ESTUD. e % REVIS., mantendo o controle e sabendo o quanto precisa ainda estudar, dando aqui um plano geral de seu progresso nos estudos.

Para baixar a nossa planilha de controle de estudos completa gratuitamente Clique Aqui!

Boa sorte nas provas!

email
Updated: 27/05/2015 — 15:48

6 Comments

Add a Comment
  1. Agradeço de coração pela doação de seus trabalhos, creio que assim como tem me ajudado, tem ajudado também a tantas outras pessoas. Obrigado!

  2. Era o que eu precisava no momento. Acabei encontrando por acaso.

    Não tenho nem como lhe agradecer por compartilhar tamanho conhecimento.

    Parabéns e obrigado!

    1. Obrigado amigo! para a nossa equipe é sempre um prazer poder ajudar aos nossos leitores.

      Grande abraço.

  3. Luis Masterson

    Muito obrigado por ajudar com essa planilha. Que Deus o abençoe e lhe conceda paz!

  4. Que Deus abençoe e muito o trabalho de vocês. Estou iniciando hoje meus estudos para o ENEM 2016 e acredito que através dessa Planilha, vou conseguir me organizar e obter sucesso. Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Excel Prático © Todos os direitos reservados. 2014 - 2017